Está chegando a hora! Rufem os tambores! A principal premiação do cinema americano está chegando e, como de costume, o Blog do Anália dá os seus pitacos sobre quais poderão ser os filmes a estrelar as indicações da noite.

Fique atento ao calendário: amanhã, dia 22 de janeiro, sairão os indicados oficiais nas 24 categorias da premiação. A cerimônia ocorrerá em 24 de fevereiro, praticamente um mês depois da indicação.

Sem mais delongas, vamos às nossas apostas de quais filmes poderão ser indicados.

Se a rua Beale falasse

O diretor Barry Jenkins retorna para contar mais uma sensível história de amor e relacionamento. É dele a direção e o roteiro de Moonlight, o vencedor do Oscar de Melhor Filme de 2017. Desta vez, Jenkins adapta o livro homônimo de James Baldwin. No filme, a personagem Trish (Kiki Layne) luta para livrar seu marido de uma acusação falsa que o colocou na cadeia. Tudo isso para que possam criar seu filho recém-nascido juntos. O longa se passa no Harlem, bairro de Nova York de população afro-americana, na década de 1970.

A Favorita

Não é a novela. Muito elogiado nos festivais de cinema de Nova York e Veneza, A Favorita apresenta performances femininas pujantes. O longa é um drama histórico sobre os bastidores da corte de Anne, interpretada por Olivia Colman, rainha do Reino Unido entre 1702 e 1707. A trama gira em torno do conflito pelo afeto da rainha entre sua amiga, Lady Sarah (Rachel Weisz) e  sua nova servente, Abigail (Emma Stone). As atuações são tão impactantes que as três atrizes nos papéis principais são favoritas para concorrer ao Oscar.

Bohemian Rhapsody

A lenda do Rock’n’Roll Fred Mercury praticamente voltou à vida pela talentosíssima interpretação do ator Rami Malek. Para os fãs da banda Queen, assistir a Bohemian Rhapsody deve ter sido uma experiência musical nostálgica e emocionante. O impacto nas audiências foi tão grande que o filme chegou ao Globo de Ouro e, surpreendentemente, levou o principal prêmio da noite, de melhor filme dramático. Por isso, chega ao Oscar com chances reais de indicações importantes ou, até mesmo, de abocanhar o prêmio de melhor filme ou de melhor ator principal.

Roma

A Netflix pode ser destaque na temporada de premiações com Roma. Embora o filme esteja disponível, principalmente, na plataforma de streaming, a estratégia foi lançá-lo também em algumas salas de cinema americanas para poder ser inscrito no Oscar e outras premiações. É mais um trabalho de destaque do mexicano Alfonso Cuarón, ganhador do Oscar de melhor diretor por Gravidade. Ousado, em preto e branco, e com referências à vida do próprio Cuarón, Roma acompanha a vida cotidiana de uma família trabalhadora da Cidade do México na década de 1970. Poderá estar na lista de melhor filme, melhor direção e melhor atriz de 2018, com Yalitza Aparicio no papel principal. 

Green Book: O Guia

Outro filme de época, Vigoo Mortensen conta, de maneira sensível, a história da relação de um pianista – interpretado pelo vencedor do Globo de Ouro, Mahershala Ali – e seu motorista –Vigoo Mortensen, já indicado ao Oscar duas vezes. O longa ganhou destaque durante o festival de cinema de Toronto, levando para casa o prêmio de escolha popular. Ao que tudo indica, ambos os atores despontam como favoritos para estar nas listas de melhores do ano de 2018.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Insira seu nome