Os melhores livros de autoajuda entre os mais vendidos

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Apesar da crise do setor editorial no Brasil, há um gênero de livros que não param de ser procurados. O gênero autoajuda. Mas sem preconceito: dentre os mais vendidos, há algumas pérolas que oferecem metodologias relevantes para dar aquela forcinha para o leitor.

Em outubro deste ano, por exemplo, obras de autoajuda e não ficção responderam por 24,87% do faturamento mensal, segundo dados do Sindicato Nacional de Editores de Livros (Snel) e da Nielsen BookScan.

Conheça alguns dos livros que estão puxando essas vendas.

O Milagre da manhã

Você é daqueles que não gosta mesmo de acordar cedo? O autor best-seller Hal Elrod lhe dará bons motivos para mudar de hábito. O livro trata de seis exercícios para praticar todos os dias, pelas manhãs. Segundo o autor, essas ações ajudam as pessoas a se dedicar integralmente ao seu desenvolvimento pessoal e a estar à altura de seus sonhos. Entre os exercícios está a prática de atividades físicas, repetição de afirmações positivas e leitura sobre assuntos que se deseja desenvolver.

A Sútil Arte de Ligar o F*da-se

O título do livro consegue resumir o tom mais impactante da escrita de Mark Manson. O autor se empenha em uma quase “antiautoajuda”, ao questionar  alguns clichês e mantras do gênero – e acaba criando outros clichês no processo. Em um dos trechos, Manson sugere ao leitor que não busque encontrar-se ou conhecer a si mesmo, abrindo espaço para um estado de constante humildade e descoberta. Sua lição mais valiosa é discutir como é possível filtrar aquilo que realmente importa nas nossas vidas.

O Poder do Hábito

Nas listas de mais vendidos, há pelo menos dois anos, o livro de Charles Duhigg é um hit nas livrarias. Duhigg é um jornalista norte-americano, repórter no jornal The New York Times e ganhador do prêmio Pulitzer, principal premiação da profissão nos Estados Unidos. O livro é uma investigação de como hábitos funcionam e como são criados, com o objetivo de oferecer ao leitor maneiras de se tornar mais produtivo e ter hábitos mais eficientes. Duhigg usa, aliás, exemplos da própria vida e cotidiano para ilustrar alguns de seus argumentos.

O Poder da Autorresponsabilidade

Criador do Método CIS e do Coaching Integral Sistêmico, o coach Paulo Vieira desenvolve, neste livro, um modo de pessoas assumirem as rédeas da própria vida. Segundo o autor, essa intenção pode ser centralizada em uma noção de autorresponsabilidade, que desafia o leitor a compreender que a situação de vida em que se encontra é resultado de suas ações, pensamentos e crenças. O alcançar dessa consciência é proposto por meio de seis passos ou princípios que invertem valores muitas vezes sedimentados em nós, como dar sugestão em vez de reclamar, ou buscar soluções para problemas em vez de buscar culpados.

Compartilhar.

Sobre o autor

Redação Anália

Moda, lazer, variedades e tudo sobre o Anália.

Deixe uma resposta