Pensando em mudar de carreira em 2018? Veja dicas de empreendedora

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

2017 já está chegando ao fim. Ou seja, já é hora de fazer aquele balanço e começar a planejar a vida em 2018. Se entre os tópicos de desejos para o novo ano estiver mudar de carreira, o Blog do Anália te dá um empurrãozinho para clarear as ideias.

“Vejo muitas pessoas se perderem por não focarem em seus talentos ou naquilo que ama. É clichê, mas é real. As pessoas reconhecem e pagam por aquilo que nos destaca e resolve suas necessidades. Falo por experiência própria”, diz Raquel Rodrigues, empreendedora, treinadora do Ser Empreendedor e idealizadora do canal de conteúdo Conexões Verdadeiras.

Pensando nisso, Raquel dá três dicas para quem pensa em mudar de profissão em 2018. Confira!

1. Escolha uma carreira pelo qual seja apaixonada

Escolha uma carreira que ame, para ter prazer no processo em si. E comprometa-se apenas com ela para evitar se desviar no caminho, atirando para todos os lados. Isso é desgastante e prejudica o desempenho.

2. Explore seus talentos

Aplicar nossos talentos natos nos torna melhores em que fazemos. Além de ser uma delícia colhermos resultados daquilo que realizamos sem esforço. Agora, tão importante quanto isso, é descobrir o que não nos faz bem ou não gostamos e nos tira do foco. É necessário ter disciplina para dizer: “só porque sou boa nisso — só porque estou ganhando dinheiro e gerando crescimento — não significa necessariamente que possa ser a melhor nessa atividade”.

3. Busque alternativas de remuneração.

O mercado atual está muito aberto para novas ideias em todos os sentidos. É possível explorar o inexplorado, resolver problemas de formas diferentes e gerar impacto. E ganhar dinheiro com isso.

O método do Porco Espinho

Raquel conta que há um método que pode ajudar na tomada de decisão chamado Conceito do Porco-Espinho. Ele é inspirado em uma parábola grega: “A raposa sabe muitas coisas, mas o porco-espinho sabe uma coisa muito importante”.

Assim, de acordo com a empreendedora, o conceito do Porco-Espinho flui da intersecção de três círculos: aquilo que desperta paixão, a atividade em que você pode ser o melhor do mundo e o que aciona o seu motor econômico.

“A aplicação dos três círculos no cotidiano do porco-espinho se dá da seguinte forma: a profunda paixão é a sua vontade de sobreviver, seu motor econômico são os espinhos que mantém sobre pele e a atividade que ele é melhor do mundo é a própria defesa na qual se vale de sua principal característica física: seus espinhos”, completa Raquel.

Gostou das dicas? Então deixe seu comentário e acompanhe o Blog do Anália!

Compartilhar.

Sobre o autor

Redação Anália

Moda, lazer, variedades e tudo sobre o Anália.

Deixe uma resposta