Cervejas artesanais fazem sucesso

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

As cervejas artesanais têm conquistado cada vez mais o mercado atual. Elas se destacam pelo processo de preparo, que é focado em maior qualidade e diferenciação.

Principais diferenças

Vários motivos fazem com que a cerveja artesanal se destaque. O preparo é mais cuidadoso em comparação às cervejas industrializadas, que são feitas em produção em grande escala com grandes maquinários.

O processo de preparo da cerveja artesanal é mais lento, devido à fermentação e maturação da cerveja, sem adição de produtos químicos para acelerar. O mestre cervejeiro acompanha cada etapa e analisa os resultados.

A cerveja artesanal é produzida com maior quantidade de malte e leva em consideração algumas particularidades, como sabor e aroma. Há mais atenção para a qualidade, enquanto as “normais” (industrializadas) priorizam quantidade. A cerveja artesanal também costuma ter um preço mais elevado.

Tipos

São mais de 120 tipos de cervejas artesanais espalhadas pelo mundo. Porém, elas são divididas em três grupos específicos:

Cervejas ales: Muito encorpadas e complexas. As mais populares são stout, english pale ale e trapista.

Lagers: São as mais comuns no mundo todo. Caracterizam-se como leves e as principais são Pilsen, schwarbier e American Lager.

Lambics: Estão entre as mais caras do mundo. São criadas com sabores únicos e possuem fabricação demorada.

Produção

Os principais ingredientes para a produção da cerveja artesanal são malte, lúpulo, fermentadores e água. A cevada, grão semelhante ao trigo, passa por um processo de conversão em malte, que antecede sua utilização.

A malteação é a primeira etapa e, após o aquecimento, ocorre a torrefação, que pode ser mais branda ou mais forte. Isso cria diferentes tipos de cevada maltada, que interfere na qualidade com diferentes colorações.

O lúpulo (planta) é o ingrediente responsável por dar sabor e amargor à cerveja. A quantidade utilizada influencia no resultado final, modificando a conservação da cerveja.

A levedura é responsável pela produção de dióxido de carbono e álcool da cerveja. Tem a função de realizar fermentação e pode interferir no sabor.

Compartilhar.

Sobre o autor

Redação Anália

Deixe uma resposta