Que tal sonhar com as férias? Com um bom planejamento, dá para conhecer e visitar o mundo inteiro. E, para inspirar você a conhecer novos lugares em 2019, preparamos uma lista com mais cinco hotéis exóticos pelo mundo. Quer conhecer os outros cinco hotéis que indicamos? Basta clicar aqui e boa viagem!

O hóspede ficará em um iglu de vidro para passar a noite observando o balé de cores da aurora boreal da cama. Esta é a pedida de um dos tipos de acomodação do Kakslauttanen Hotel, na Lapônia. Capazes de isolamento sonoro e térmico invejável, o que significa silêncio total e um frio de até 6 graus negativos, se no ambiente externo estiver -40º C.

Para não dormir todas as noites ao luar, o hóspede pode escolher outra opção de acomodação feita de pinheiro Kelo da região, com lareira e sauna privativa.

Entre as atividades disponíveis, no inverno, estão passeios com cães, safari em tanque neve e passeio de pesca no gelo no lago Inarinjärvi. No verão, é possível aproveitar o sol da meia noite, fazer safaris e descer as corredeiras em canoas. Em ambas as estações é possível encontrar a aurora boreal, cuja temporada vai de agosto a meados de abril.

Um voo de 90 minutos de Ulaanbaatar, capital da Mongólia a Dalanzadgad, na entrada do deserto de Gobi. De lá, mais 90 minutos de off-road dentro do Parque Nacional Gobi Gurvansaikhan até chegar ao luxuoso lodge de arquitetura budista no meio do deserto.

Os visitantes ficam na acomodação tradicional ger mongol (tenda milenar usada pelos nômades) com decoração clássica e conforto de fazer inveja a Gengis Khan. Ao todo, são 40 gers espalhados pelas dependências do hotel. Nas redondezas, é possível conhecer melhor a cultura mongol e avistar animais como leopardo-das-neves ou o raro Urso de Gobi.

Para quem chegar com sede causada pela longa viagem, o Thirsty Camel Bar dispõe de uma oferta variada de uísques escoceses e japoneses, além de garrafas de destilarias artesanais.

 

 

A sede da Fazenda do Engenho, de 1715, é o local onde se hospeda o viajante que vai conhecer a Reserva do Ibitipoca. Trata-se de uma propriedade privada com 1.400 hectares e quase três vezes maior que o Parque Estadual ao lado.

Após ser totalmente reconstruída, mantendo suas características originais, o local foi aberto para o turismo, em 2009. As oito suítes e quatro chalés contam com camas king size, enxoval egípcio, banheira vitoriana, toalhas e piso aquecido. Tudo isso, visando causar o menor dano possível à natureza. Ou seja, com energia solar, carros elétricos, replantio de espécies, fabricação caseira de alimentos e um apiário.

Os hóspedes também podem desfrutar das áreas de spa, passear a cavalo com mangas-largas ou sair para caminhadas guiadas. O acesso é feito de carro, mas quem quiser alugar um avião privativo ou tiver um pode usar a pista de pouso do hotel.

 

 

Em 1962, após filmar O Grande Motim e se apaixonar por sua parceira de cena Tarita Teriipaia, o ator Marlon Brando decidiu comprar Tetiaroa, um grupo de ilhas no Tahiti. O local tornou-se o destino principal de Marlon Brando, que adorava passar o tempo no bar que ele mesmo nomeou de Dirty Old Bob, em homenagem a seu assistente.

O hotel abriu em 2014, uma década depois de sua morte e já foi o destino de celebridades em busca de um pouco de privacidade (Barack Obama ficou lá seis semanas para escrever seu livro). São 35 luxuosas vilas, onde o hóspede tem total privacidade. Entre as atividades, os passeios de barco permitem ver tartarugas de até 180 kg e uma variedade enorme de aves.

Um detalhe importante: Marlon Brando era muito preocupado com as causas ambientais, então o hotel não usa garrafas de plástico, há energia solar e lixeiras discretas a cada 50 metros.

 

Os 237 km² da Ilha do Fogo, no Canadá, começaram a receber os primeiros moradores no começo do século 18. Com pouco mais de 2 mil pessoas vivendo em 11 comunidades, este é o local do Fogo Island Inn, um hotel de 29 suítes, todas com uma vista incomparável para o Atlântico Norte.

A decoração tem inspiração na cultura local e há uma curadoria responsável pelas obras de arte expostas ali. As instalações contam com sala de leitura, sala de reunião, cinema, academia, sauna e ofurôs a céu aberto. Preocupados em minimizar os danos ao meio-ambiente, o hotel avisa: “a única coisa de plástico dentro do quarto é o telefone.”.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Escreva seu comentário
Insira seu nome